Papaver somniferum


Conhecida pela humanidade a mais de 5 mil anos, a papoula já era utilizada pelos sumérios para combater diversos problemas de saúde, os antigos comiam a flor inteira ou a maceravam para obter o sumo.
Na Mesopotâmia, curavam-se doenças como insônia e constipação intestinal com infusões obtidas a partir da papoula. Tinha muito prestígio entre os médicos da Grécia antiga e os babilônios difundiram a arte de extrair o suco leitoso dos frutos para fazer remédios.
Hipócrates descreveu seus efeitos medicinais contra diversas enfermidades e por volta de 1803, Frederick Sertuener, observando que os diferentes subprodutos da papoula produziam efeitos diversos, procurou isolar os elementos narcóticos do ópio. Assim, ele obteve um cristal alcalóide de efeito muito intenso: era a morfina.
Além disso, o ópio ainda contém outras substâncias, como a codeína, e é dele também que se obtém a heroína, uma substância semi-sintética, resultado de uma modificação química na fórmula da morfina.
A papoula é uma planta da Família das Papaveráceas, também conhecida como dormideira. É uma herbácea anual que apresenta propriedades alimentares, oleaginosas e medicinais. A planta apresenta um caule alto e ramificado, com folhas sésseis e ovaladas. As flores são grandes, brancas, rosas, violáceas ou vermelhas, e o fruto é uma cápsula. Por toda a planta circula um látex branco. Todas as partes da papoula são consideradas venenosas, com exceção das sementes maduras.
Embora seja muito atraente somente em alguns lugares do mundo o cultivo da papoula é permitido. É o caso da Tasmânia e da Tailândia. Lá, os membros do grupo dos Hmong (oriundos da China) cultivam a papoula e usam uma parte da flor para suas cerimônias religiosas. O governo da Tailândia lhes deu permissão especial para cultivar esta planta. Entretanto, se algum membro da tribo é encontrado fora da comunidade com a papoula, é detido imediatamente, o que gera conseqüências para toda a comunidade.


Nome Científico: Papaver somniferum
Nome Popular: Papoula
Família: Papaveráceas
Origem: Ásia
Floração: Verão
Solo: fértil, rico em matéria orgânica
Luminosidade: sol pleno
Clima: ameno
Regas: regular, mas sem encharcar
Propagação: por sementes
Curiosidade: dela se extrai a morfina, a cocaína e o ópio.






Tecnologia do Blogger.