Selenicereus Anthonyanu




Originário do México o Selenicereus Anthonyanu ou Cacto-sianinha como é popularmente conhecido pertencente a família Cactaceae é uma espécie muito ornamental.
Encontrado pendurado nas árvores das chuvosas florestas tropicais os ramos com pequenos espinhos de até 60 cm de comprimento do cacto-sianinha são achatados, com lóbulos que se intercalam, fato que originou seus nomes populares de cacto-sianinha ou cacto-zig-zag.
A forma peculiar de seus ramos é o resultado de um processo de transição pelo qual a espécie passou do deserto para floresta. O novo ambiente favoreceu o desenvolvimento do seu caule delgado e mais amplo para armazenar água, deixando a espécie mais eficiente também para captar a luz dos raios solares que eram impedidos pela copa das árvores.
O cacto-sianinha possui uma estrutura fragmentada e fina, servindo para que as folhas se desenvolvam, já as raízes são lançadas dos ramos, adventícias, favorecendo a sua fixação nas árvores, até mesmo em pontos mais alto. Este aperfeiçoamento da planta é para conseguir pegar o máximo da luz solar possível.
As grandes flores da espécie são seu principal atrativo, variando de 10 a 15 cm de diâmetro possuindo pétalas na cor creme, porém, são vermelhas nas partes mais externas. O horário de florescimento é uma outra particularidade dessa espécie, as flores costumam abrir-se somente ao entardecer, porém, só chegam na sua plenitude junto com o cair da noite, momento em que seu perfume suave aflora.
Como é uma planta com hábitos noturnos e que duram um breve período, o cacto-sianinha acaba sendo pouco conhecido pelas pessoas, até mesmo pelos amantes das flores. Outro ponto que faz com que ela não seja tão popular é a não facilidade que tem em florescer. Isso só acontece quando a planta está em um lugar que oferece exatamente aquilo que ela encontra no seu habitat natural. No Brasil, por exemplo, as flores quando aparecem, acontece somente no mês de novembro.
O cacto-sianinha prefere meia sombra, tolerando o sol direto somente pela manhã, podendo ser cultivado em vasos pendurados ou cestas pendentes, porém com ótima drenagem, não suportando encharcamento, facilitando a fixação de suas raízes aéreas até mesmo quando cultivado em árvores. Para conseguir um bom substrato de cultivo misture areia de rio lavada, terra orgânica ou turfa e húmus de minhoca, deixando o solo bem drenável e evitando o exagero nas regas para não favorecer o parecimento da bactéria erwinia, que causa a podridão negra.
O cacto-sianinha é muito atacado por pulgões, cochonilha farinhenta, caracóis e lesmas, portanto fique atento ao combate destas infestações que prejudicam muito o desenvolvimento da planta. No caso das cochonilhas em pequena quantidade retire-as com um cotonete, já em grande quantidade aplique óleo de nem. A propagação pode ser feita por estaquia ou por sementes.






Tecnologia do Blogger.