Kerria japonica




Nome Científico: Kerria japonica
Nomes Populares: Rosa-do-japão, Roseira-do-japão, Kerria, Querria, Rosa-japonesa
Família: Rosaceae
Categoria: Arbustos, Cercas Vivas
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
Origem: Ásia, China, Japão
Altura: 1.2 a 1.8 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Flores: Abundantes, amarelas, simples ou dobradas
Floração: Primavera
Poda: Anual, durante o Inverno
Solo: Fértil, rico em matéria orgânica
Regas: Periódicas
Ciclo de Vida: Perene
Multiplicação: Estaquia




Quem vê a rosa-do-japão pela primeira vez se encanta pela vivacidade da planta. A bela Kerria japonica pertencente a família botânica Rosaceae é um arbusto lenhoso, decíduo, de clima temperado e que se apresenta repleto de flores na maioria das vezes. Sua ramagem arqueada, ramificada e abundante cria um denso arbusto, mais largo do que alto, com cerca de 2,5 m de largura por 1,2 m de altura.
Na maioria das vezes suas folhas são verdes, ovais, alternas, simples e com as margens serrilhadas, porém pode ser encontrada também com uma variedade de folhas variegadas.
As múltiplas flores da Kerria que ocorrem durante a Primavera são amarelas e podem ser tanto simples como dobradas, de acordo com a cultivar. Logo após esta floração se for feita uma poda, é possível obter uma segunda floração no Outono.
A Kerria apresenta crescimento rápido e floração precoce, seus ramos pendentes são ideais para áreas de aclive, pode ser cultivada  em gramados de forma isolada ou em renques junto a muros ou cercas.
Pode ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, sempre em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica e com regas periódicas.
A vantagem de cultivá-la em áreas sombreadas é que suas flores duram mais tempo, porém se for cultivada em sol pleno a floração é mais abundante.
A poda para estimular a floração da Kerria deve ser feita todo ano durante o Inverno. A bela espécie aprecia o clima subtropical e temperado, mas deve ser protegida de ventos fortes.
Multiplica-se facilmente por meio de estaquia, sendo possível também separar as brotações naturais que surgem entorno da planta mãe e fazer mergulhia e alporques.




Alerta:
A Kerria japonica possui espinhos. Use luvas ao manusear os ramos ou efetuar podas.
Tecnologia do Blogger.